Tem alguma dúvida? Contacte-nos: +351 967 337 361

altafjussub@gmail.com

Drenagem linfática

A drenagem linfática é uma tecnica de massagem desenvolvida pelo médico dinamarquês Emil Vodder em 1932, cujo o objetivo é estimular o funcionamento do sistema linfático, encaminhando a linfa para os gânglios linfáticos. Por este processo são eliminados excessos de líquidos e toxinas. Os movimentos aplicados consistem em pressões leves, suaves, rítmicas e precisas, sempre em direção aos gânglios linfáticos mais próximos.
Principais indicações para Drenagem Linfática Manual:

1.Pré e Pós Parto
A drenagem linfática é uma das massagens mais indicadas para grávidas, ajuda a reduzir a retenção de líquidos no corpo, melhora a oxigenação das células e a diminui os inchaços típicos na gravidez. Dando, uma sensação  relaxante, leveza e bem-estar. Também ajuda na recuperação das formas do corpo após o parto.

2. Má circulação e celulite
Visto que o sistema linfático é paralelo ao sistema venoso, a drenagem linfática atua como uma estimulação para ajudar com que o sangue tenha uma melhor circulação de retorno. Para além disso, trabalha especificamente algumas fibroses provocadas pela má circulação.
E consequentemente, como a celulite deriva da inflamação do adipócito, ao haver uma boa circulação o adipócito tende a desinflamar, melhorando o aspeto “casca de laranja”.

3. Cirurgias (pré e pós operatório)
Nas cirurgias, existe alterações de várias estruturas tais como pele, músculos, vasos sanguíneos e vasos linfáticos. Para garantir uma melhor regeneração, convém que todas as estruturas estejam “limpas” de toxinas, antes da cirurgia, isso só se consegue através da Drenagem Linfática Manual.
No pós cirúrgico é extremamente importante a aplicação desta técnica, iniciando no dia após a cirurgia. Numa fase inicial ajuda a diminui o edema, e posteriormente ajuda na reabilitação e restruturação dos tecidos, vasos sanguíneos, linfáticos e todas as estruturas adjacentes. Também trabalha cicatrizes prevenindo o aparecimento de queloides. Abreviando assim o período de pós-operatório evitando um elevado edema, equimoses e hematomas.

4. Linfaedema e Pós-Mastectomia
A alteração básica para a  formação do linfaedema deve-se á falência do sistema linfático. O aumento anormalda concentração de proteinas no intersticio resulta em edema de alta concentração proteica.

As mulheres submetidas à mastectomia com retirada cirurgica de linfonodos axilares estão sujeitas a diversas complicações , tais como, o linfedema no braço, tornando-se crónico, na qual existe uma acumulação excessiva de liquido.
A Drenagem Linfática Manual atua sobre o sistema linfático, para auxiliar na absorção de edemas, reparação dos tecidos, prevenindo o aparecimento de fibroses e aderências.

5.Obstipação/ Cólicas
A Drenagem linfática Manual possuí tecnicas especificas viscerais, que estimulam os movimentos peristalticos dos intestinos.
Ao realizar esta estimulação frequentemente conseguimos com que estes voltem a funcionar sem necessitarem de medicação, chás ou outros produtos.